A LENDA DO JOGO DE XADREZ

Havia um poderoso Rajá de um grande reino. O Rajá porém estava muito triste e depressivo pois havia perdido seu filho em uma batalha. 

Ele estava tão triste que estava descuidando não somente de si, mas de todo o reino. Era questão de tempo até o lugar cair em ruínas. 

Vendo a queda do reino, um jovem brâmane chamado Lahur Sessa, certo dia foi até o Rei e lhe apresentou um tabuleiro contendo 64 quadrados, brancos e pretos, além de diversas peças que representavam fielmente as tropas do seu exército, a infantaria, a cavalaria, os carros de combate, os condutores de elefantes, o principal vizir e o próprio Rajá.

O sacerdote disse ao Rajá que tal jogo poderia acalmar seu espírito e que sem dúvida alguma, iria curar-se da depressão. 

De fato, tudo o que o brâmane disse acontecera, o Rajá voltou a governar seu reino, tirando a crise de seu caminho.

Era inexplicável como aquilo tudo aconteceu, sendo um único tabuleiro com peças o responsável por tirar a tristeza do Rajá. Como recompensa, o brâmane foi agraciado com a oportunidade de pedir o que quisesse. Logo de primeira, ele recusou tal oferta, pois achava que não fosse merecedor de tal proposta, mas mediante insistência do Rajá, ele fez um simples pedido. 

O brâmane pediu simplesmente um grão de trigo para a primeira casa do tabuleiro, dois para a segunda, quatro para a terceira, oito para a quarta e assim sucessivamente até a última casa. O Rajá e seus ministros chegaram achar graça, tamanha a ingenuidade do pedido. Afinal ele poderia ter pedido riquezas, palácios e tesouros.

Entretanto, o humilde pedido do brâmane não era tão humilde assim.

Após fazerem vários cálculos de quanto trigo eles teriam que dar para ele, os matemáticos do Rei descobriram que seria necessário toda a safra do reino por incríveis dois mil anos para atender ao pedido do sacerdote. Impressionado com a inteligência do brâmane, o Rajá o convidou para ser o principal vizir (espécie de ministro, conselheiro do Rajá) do reino, sendo perdoado por Sessa de sua grande dívida em trigo.

A quantia pedida pelo jovem sábio é: 18.446.744.073.709.551.615.18

Para dar uma ideia do que esse número significa: estima-se hoje que o número de grãos de areia na Terra seja de 18 quintilhões. Lahur Sessa, tinha pedido uma quantidade de grãos de trigo mil vezes maior – o equivalente a todos os grãos de areia de mil planetas Terra.


ACESSE NOSSAS REDES SOCIAIS: 

INSTAGRAM: O CAVALEIRO TEMPLÁRIO

CANAL NO YOUTUBE: O CAVALEIRO TEMPLÁRIO





Comentários

MAIS LIDAS

CONHEÇA SEALAND! O MENOR PAÍS DO MUNDO!

O MISTERIOSO CASO DE LUDMILA TOKOV - A COSMONAUTA FANTASMA

OS 10 MANDAMENTOS DO CAVALEIRO

O ALFABETO SECRETO DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS

MALVADOS? NEM TANTO, CONHEÇA 5 ROQUEIROS CRISTÃOS

ORAÇÃO A SÃO GALGANO GUIDOTTI, O SANTO CAVALEIRO DA "ESPADA FINCADA NA PEDRA"

NÃO POR NÓS SENHOR: CONHEÇA A ORAÇÃO DOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS

O REAL SIGNIFICADO DO NOME DA PENÍNSULA DE YUCATAN NO MÉXICO

CRISTÓVÃO FERREIRA - O PADRE JESUÍTA QUE RENEGOU A CRISTO APÓS SER TORTURADO PELOS JAPONESES

O EXPLORADOR QUE MORREU PRESO DE CABEÇA PARA BAIXO E NUNCA PÔDE SER RESGATADO