CRISTÓVÃO FERREIRA - O PADRE JESUÍTA QUE RENEGOU A CRISTO APÓS SER TORTURADO PELOS JAPONESES

Cristóvão Ferreira (1580-1650) foi um padre e missionário português que notoriamente teria cometido apostasia depois de ser torturado nos expurgos  anti - cristãos do Japão feudal.

Nascido por volta de 1580, em Torres Vedras, Portugal, Ferreira foi enviado para a Ásia, onde ele era um missionário no Japão entre 1609 e 1633, que era então governado pelo Xogunato  Tokugawa.



Em 1633, Ferreira foi capturado e renunciou ao cristianismo após ser torturado por cinco horas. O martírio  empregado aos cristãos  era  o "suplício  da fossa". Que consistia  em  amarrar o corpo da vítima bem forte, perdura - la de ponta - cabeça  num buraco, com excrementos, onde ficava apenas a cabeça. Na testa era feita um pequeno corte, assim a pessoa sangrava lentamente e o sangue não descia diretamente para a cabeça, o buraco  era tapado com tábuas, de modo que não entrasse nenhum raio de luz. Até hoje é  tido como um dos piores  métodos de tortura já criados.

Ele se tornou o mais famoso dos "padres caídos" e mudou seu nome para Sawano Chuan (japonês: 沢野忠庵). Ele se registrou em um templo budista em conformidade com a lei japonesa, e se chamou de "um membro da seita Zen".



Depois de sua apostasia ele se casou com uma mulher japonesa e escreveu vários artigos, incluindo tratados sobre astronomia e  medicina, que se tornaram amplamente distribuídos no período Edo. Ele também é acusado de ter escrito privadamente um livro sobre a religião cristã「顕偽録」 (A Decepção Revelada) em 1636. Onde ele refuta os dogmas cristãos, mas não foi publicado por 300 anos e há alguma controvérsia sobre quem a escreveu.

Participou de interrogatórios públicos de outros jesuítas capturados. Esteve muitas vezes presente durante o uso de fumi-e, em que suspeitos  cristãos foram obrigados a pisar em uma imagem de Jesus Cristo.



Ele morreu em Nagasaki em 1650. Muitos relatórios afirmam que, pouco antes de sua morte, ele se retratou renegou  a apostasia, foi torturado e morreu como um mártir, vencendo  a fossa que anos antes o derrotara.



(Lian Neeson como  Padre Ferreira  no filme Silêncio  de 2016)

Comentários

  1. Não conhecia a história desse padre, muito pesada por sinal. Vou procurar o filme para assistir!

    ResponderExcluir
  2. Vou procurar esse filme pra assistir, porém achei um tanto pesado né?, mas fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a história do padre jesuíta que renega a Deus , Cristóvão Ferreira morreu como um mártir , estou bem curiosa para saber mais sobre a história.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Acho surpreendente quando conhecemos esses personagens históricos pouco conhecidos do grande público. Melhor ainda quando temos a chance de ver um filme como esse de 2016. Vou procurar para assistir.

    ResponderExcluir
  6. Que post mais incrivel! Parabéns.
    Gostei mto de conhecer a história e sua trajetória de vida.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. NOssa, q história incrível.
    VOu procurar esse filme para ver.
    Ainda mais que tem o Lian. Cara, gostava muito dele antes mesmo de fiar correndo para salvar sua filha.

    ResponderExcluir
  8. Que história interessante, eu não a conhecia. Fico pensando no que deve ter representado para esse padre essas cinco horas de tortura. Gostei muito do post.

    Tatiana - Sapore Magico

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS LIDAS

VIVA NOSSA SENHORA! SANTUÁRIO NACIONAL DE APARECIDA VOLTA A RECEBER FIÉIS

IGREJA CATÓLICA CRESCE NO MUNDO, AGORA SÃO MAIS DE 1.3 BILHÕES DE FIÉIS

A IGREJA CATÓLICA É A MAIOR INSTITUIÇÃO DE CARIDADE DO MUNDO

MULHER RECUSA ABORTAR, DÁ LUZ A GÊMEOS, ELES CRESCEM E AMBOS VIRAM PADRES

MENINA ENCONTRA ESPADA NO MESMO LAGO ONDE O REI ARTHUR DEIXOU A EXCALIBUR

A IGREJA CATÓLICA NÃO PERDE FIÉIS, QUEM SAI DA IGREJA NUNCA FOI REALMENTE CATÓLICO

CAVALEIROS DE SÃO LÁZARO: ORDEM MEDIEVAL FEITA POR CAVALEIROS LEPROSOS

JOVEM COM CÂNCER TERMINAL É ORDENADO PADRE GRAÇAS AO PAPA FRANCISCO, FALECENDO DIAS DEPOIS

DENTRE GUERRAS E INTRIGAS ENTRE GOVERNANTES, O ÚNICO LÍDER QUE SE DESTACA É FRANCISCO DOS POBRES